MENU

SOCIEDADE FRANCESA E BRASILEIRA DE ENSINO (SFBE)

A SFBE

A SOCIEDADE FRANCESA E BRASILEIRA DE ENSINO (SFBE) é a empresa administradora do Lycée Molière. É uma empresa sem fins lucrativos, de acordo com a legislação brasileira. A SFBE é administrada por uma Diretoria, composta por 12 conselheiros (todos voluntários), 11 dos quais são eleitos para um mandato renovável de 2 anos, entre os membros fundadores, contribuintes e eméritos, e o Presidente em exercício da APE - Associação dos Pais do Lycée. O Presidente do Conselho de Administração também chefia o Comitê Executivo, que é responsável por estabelecer  diretrizes de gestão ao Diretor Administrativo e Financeiro. Como uma corporação sem fins lucrativos, a SFBE está isenta de certos impostos e quaisquer lucros que a SFBE obtenha são reinvestidos no Lycée para melhorar suas instalações, equipamentos e treinamento de pessoal a fim de continuar a prestar um excelente serviço aos nossos alunos.

A SFBE foi criada em 1972 por empresas e famílias francesas, franco-brasileiras e brasileiras com forte apego à cultura francesa, a fim de criar uma escola 100% francesa. Entre 1973 e 1975, a SFBE gerenciou doações de uma centena de membros fundadores e contribuintes. Estes fundos foram complementados por uma contribuição do governo francês e um empréstimo da ANEFE, que permitiu a compra do terreno na Rua Pereira da Silva e a construção dos edifícios Maternelle, Primário e Secundário. A construção começou em janeiro de 1980 e, em março de 1982, o Lycée Molière inaugurou oficialmente seu primeiro ano letivo, com o corpo docente e 500 alunos provenientes da Seção Francesa do Franco-Brasileiro, da qual somos os sucessores. Em 1993, graças a uma importante doação da Companhia Michelin, a SFBE adquiriu a casa do grande jurista brasileiro Sobral Pinto. Ela foi inaugurada em 1996 e hoje abriga os escritórios da Administração, o Teatro e o Restaurante da Escola.

A Convenção assinada entre a SFBE e a AEFE – Agência para o Ensino Francês no Exterior - garante o reconhecimento da educação oferecida no Lycée Molière pelo Ministério da Educação da França. Além disso, o fato de sermos uma escola convencionada nos torna parte de uma rede de mais de 430 escolas no mundo, em relação direta com a AEFE, com todas as vantagens que isto pode trazer em termos de educação continuada, bolsas de estudo e subvenções do governo francês.

«